Formação Ação QI PME 2020

Registado em 2015-03-27 11:06:49. Última alteração a 2018-04-03 17:32:21.

FORMAÇÃO AÇÃO QI PME2020

FICHA DO PROJETO

 

Identificação e Enquadramento do Projeto:

Aviso: POCI-60-2016-08

Projeto n.º: POCI-03-3560-FSE-000356

Programa Operacional: Programa Operacional Competitividade e Internacionalização

Fundo: FSE

Eixo Prioritário: Promoção e sustentabilidade e da qualidade do emprego

Objetivo Temático: Promoção e sustentabilidade e da qualidade do emprego e apoiar a mobilidade laboral

Prioridade de Investimento: Adaptação dos trabalhadores, das empresas e dos empresários à mudança

Tipologia da Operação: Formação-Ação para PME

Organismo Intermédio: CEC – Conselho Empresarial do Centro / CCIC – Câmara de Comércio e Indústria do Centro 

 

Montantes envolvidos:

Custo Total Elegível: 142.517,87 €

Comparticipação FSE: 89.589,38 €

Data de Inicio do Projeto: 2016-11-02

Data de Fim do Projeto: 2018-10-31

 

Síntese do projeto:

Com a execução do projeto propomo-nos a intensificar a formação dos empresários, gestores ecolaboradores das empresas do setor turístico para a implementação do sistema de gestão para o turismo sustentável no âmbito da Norma Internacional Biosphere Responsible Tourism e sua certificação.

 

Descrição e Objetivos do Projeto: 

Com este projeto pretende-se intensificar a formação dos empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão, assim como dos trabalhadores das empresas, apoiada em temáticas associadas à inovação e mudança, através de:

  • Aumento da qualificação dos empresários, gestores e trabalhadores das empresas, contribuindo assim para o sucesso da implementação e melhoria contínua do sistema de gestão Biosphere Responsible Tourism;
  • Reforço das competências de gestão por processos indutores de um reforço do planeamento, qualidade do serviço prestado e racionalização de custos através da otimização dos processos e redução de não-conformidades e ineficiências, com reflexos no aumento da produtividade das empresas e contribuindo para a sua modernização; Aumento da visibilidade da empresa e da credibilização no mercado nacional e internacional por via da certificação do seu sistema de gestão para o turismo sustentável por uma entidade terceira idónea e reconhecida internacionalmente, como é o caso da certificação Biosphere Responsible Tourism;
  • Redução do impacto ambiental e construção de uma consciência ambiental, cultural e de respeito pelos recursos locais, contribuindo para a credibilização da atuação da empresa;
  • Aumento da sensibilidade dos empresários, gestores e trabalhadores em matéria de sustentabilidade, ambiente e sociocultural, com reflexos no aumento da visibilidade da empresa;
  • Modernização da empresa pela adoção do sistema de gestão Biosphere Responsible Tourism baseado em critérios de sustentabilidade e tripla rentabilidade (económica, ambiental e sociocultural) que “forçam” a organização a adotar práticas de gestão que contribuam igualmente para o desenvolvimento do negócio, bem como princípios de melhoria contínua para que esta modernização não seja um ato único, mas sim um trabalho continuado no tempo;
  • Sensibilização dos empresários para a mudança e a partilha de boas práticas;
  • Consequente aumento da produtividade das empresas e a sua competitividade no mercado global.

Metodologia de Formação-Ação: 

 A formação-ação é uma intervenção com aprendizagem em contexto organizacional e que mobiliza e internaliza competências com vista à persecução de resultados suportados por uma determinada estratégia de mudança empresarial. Os tempos de formação e de ação surgem sobrepostos e a aprendizagem vai sendo construída através do desenvolvimento das interações orientadas para os saber-fazer técnicos e relacionais. Trata-se assim de uma metodologia que implica a mobilização em alternância das vertentes de formação (em sala) e consultoria (on the job) e, como tal, permite atuar a dois níveis:

  • Ao nível dos formandos: procura desenvolver competências nas diferentes áreas de gestão, dando resposta às necessidades de formação existentes;
  • Ao nível da empresa: procura aumentar a produtividade, a capacidade competitiva e a introdução de processos de mudança/inovação nas empresas.

O projeto será desenvolvido entre 2016 e 2018 de acordo com o seguinte padrão: 

Tipologia

Total de Horas Formação-Ação

N.º Horas Formação

N.º Horas Consultoria

N.º Trabalhadores a Abranger por Empresa

Formação

Consultoria

Micro

175

75

100

2

2

Pequena

200

100

100

3 a 6

3

Média

275

150

125

3 a 8

3

Áreas Temáticas do Projeto:

B – Implementação de Sistemas de Gestão (Qualidade, Ambiente, SST ou outros)

 

Financiamento:

90% das despesas elegíveis excluindo as remunerações dos ativos empregados em formação durante o período normal de trabalho.

Estão neste projeto 16 empresas:

  1. Predial das Termas, Lda  -  Hotel do Parque - Termas S. Pedro do Sul
  2. Pés na Terra, Lda – Hotel Severino José - Tondela
  3. António Nunes Pinto – Hotel dos Pintos – Termas S. Pedro do Sul
  4. Exploroscópio, Lda – Condado de Beirós – Serrazes
  5. Quinta dos Caibrais, Lda Agroturismo – Oliveira de Frades
  6. Isabel Fernanda Costa, Lda – Casa de Campo  - Adsamo, Vouzela
  7. Raminhos de Tomilho, Lda - Turismo em espaço rural e eventos - Oliveira de Frades
  8. Chocolateria Delícia, Lda - Viseu
  9. Traços em Movimento, Lda - Casa das Origens - Campia - Vouzela
  10. Quintas de Sirlyn, Lda - Tondela
  11. Antad'arca, Lda – Covelo - Oliveira de Frades
  12. Vougaldeias, Lda - Turismo em espaço rural - Sever de Vouga
  13. Contrastes à Mesa, Lda - Hotel Ulveira e Pensão Avenida - Oliveira de Frades
  14. C. Duarte Lda - Restaurante Sacristão – Campia - Vouzela
  15. Segredos e Predicados, Lda - Quinta da Comenda – Comenda S.Pedro do Sul
  16. Emotions and Balance Lda - Pensão David - Termas de S. Pedro do Sul